Casos Reais

Caso 04: Feitiçaria contra toda uma Família.

E-MAIL DA LEITORA – 11/01/2011

Olá,

Meu nome é X, sou leitora do “Antimagia Negra” e preciso urgente de uma orientação.

Vem acontecendo coisas estranhas a mim e minha familia ultimamente. A situação vem piorando a cada dia e estamos desesperados. Ja vimos coisas do tipo acontecerem e tambem ja tivemos algumas experiências com o paranormal, por isso suspeitamos que alguém possa ter feito algum trabalho para nos prejudicar.

Tudo começou há uns 13 anos atrás quando no centro espírita em que minha família frequenta foi encontrado um trabalho para meu pai, minha mãe e eu, este foi limpo e algum tempo depois foi encontrado outro que também foi limpo. Passaram-se alguns anos, mudamos de casa e tivemos alguns problemas que fizeram que nos distanciássemos do centro espirita, quando voltamos a frequentá-lo novamente foi encontrado um trabalho para o meu pai que tinha algo haver com “dar nós” em uma corda, logo depois este foi reforçado novamente.

Os anos se passaram, a vida caminhava normalmente até julho de 2009, quando foi encontrado mais um trabalho para minha família e outro foi feito, seguidamente, ambos foram limpos.

Temos muito receio da familia do meu pai, principalmente da irmã dele e do marido dela, que sempre foram ambiciosos, invejosos e querem sempre ser o centro das atenções, vim a descobrir pela minha mãe que eles ja recorreram a esse tipo de coisa. Há 4 anos atrás minha avó mudou completamente a maneira como tratava a mim e a minha mãe, em questão de dias, ela nos tratava com frieza e isso fez com que nos afastássemos.

Meu pai é uma otima pessoa, abriu recentemente seu próprio negócio, mas vem se tornando agressivo ao ponto de não medir o que fala e o que faz. Na loja dele as coisas corriam bem até o mês de agosto, quando as coisas começaram a dar errado e a se complicarem.

Minha mãe vem sentindo um desânimo, não tem vontade de sair de casa e vive reclamando de dores nas costas.

No meu caso, eu estou fazendo as provas do vestibular para entrar para faculdade. No ano passado, fiquei doente na primeira fase da prova, mas acabei fazendo do mesmo jeito. Na segunda fase, o carro quebrou no meio do caminho e eu quase nao chego a tempo de fazer a prova e, além de tudo, uma de minhas cachorras passou mal.

A família do meu pai dava todos os indícios que queriam que eu não passasse, ficavam dando opiniões, falando mal. Esse ano, fiz uma das provas recentemente e surgiu um súbito interesse neles em saber o resultado, ficam perguntando sem parar para todo mundo sendo que não temos muito contato.

Há uns meses atrás, o portão eletrônico abriu sozinho em duas sextas-feiras seguidas sem nenhuma possibilidade de alguem ter aberto ou acionado o controle. Na mesma semana a irmã do pai mandou para ele uma camiseta, eu e minha mãe desconfiamos e nos livramos dela. Na segunda-feira após esses acontecimentos, eu e minha mãe estávamos em casa, quando ouvimos batidas fortes na porta e não havia ninguém.

No dia 7 de dezembro, minha cachorra morreu de repente, sem explicação alguma, nem a veterinária soube o que houve com ela. Ela morreu completamente sem sangue.

No dia seguinte, meu avô, que é um medium desenvolvido, foi ao centro que frequentamos e descobriu que haviam dois trabalhos feitos um para prejudicar a loja do meu pai e um para prejudicar a mim, minha mãe e meu pai. Alguns dias depois o trabalho foi desfeito, defumamos a loja e a paz durou por alguns dias.

E mais um fato estranho que ocorreu nesses dias, no meu aniversário a irmã do meu pai me mandou um cartão, eu conversei com a minha mãe e resolvemos queimá-lo, o cartão não pegava fogo de jeito nenhum, até que minha mãe colocou em um recipiente e jogou álcool, no momento em que este queimava, meu pai que estava dormindo começou a gritar, isso ocorreu duas vezes e depois que o fogo acabou para nossa surpresa ainda haviam alguns pedaços intactos, o ultimo que foi queimado, na boca do fogão, era o pedaço com o nome da irmã do meu pai, do marido dela e dos filhos.

Depois da virada do ano, as coisas começaram a sair do controle novamente, meu pai está irritado novamente, eu passei mal segunda-feira, no local de trabalho do meu avô ocorreu um acidente com um colega que por pouco não foi com ele e hoje meu pai estava voltando do trabalho e atropelou uma mulher na rua, ele estava com os documentos do carro atrasados e acabou tendo o carro preso. O centro espirita que frequentamos está de ferias ate dia 17 então eu gostaria de ter uma orientação sobre o que fazer. A situação está ficando pior a cada dia…

Desde já, agradeço!!

X

RESPOSTA DO BLOG ANTIMAGIA – 11/01/2011

Olá X,

Bom dia.

Pela hora em que escreveu (às 03:00h da madrugada), vejo que está muito aflita, mas tenha certeza que Deus nunca permite em nossos ombros cargas maiores que podemos suportar.

Vamos tentar entender seus problemas – e de sua família – para uma melhor compreensão.

Problema 01 – Trabalhos de feitiçaria contra sua família – o fato de ter sido utilizada uma corda não é o feitiço em si, mas apenas um condensador energético. Funciona assim: o feiticeiro tem uma vontade e concentra toda a sua força em um objeto, que tem a função de “armazenar” toda a energia negativa contra um alvo. Geralmente são dados nove nós. Feita a feitiçaria, ela pode ter força ou não, depende de quem a faz (capacidade mental) e de quem a recebe (fragilidade espiritual e ligação energética com quem encomendou a feitiçaria) . . . vamos explicar melhor:

Se você passa em uma encruzilhada e tem um trabalho de “macumba” feito, ali estão concentradas energias com alguma utilidade . . . se você está bem espiritualmente e passa, pedindo licença, mentalmente, nada ocorrerá, pois você não absorverá nenhuma daquelas cargas negativas – pois a sua “vibração” energética está diferente daquela – e por isso não há atração, até mesmo porque você não é o alvo daquela energia. Mas, de forma contrária, se você está mal e começa a chutar, debochar, e brincar com o despacho, seu campo de energia pessoal começa a abaixar, se equilibrando vibratoriamente às cargas ali presentes, e consequentemente você acaba atraindo boa parte destas, ainda que não tenha nada a ver com aquilo. Por isso que muitas pessoas que passam perto de despachos se sentem muito mal, absorvendo coisas que não eram para elas. Lição: a energia má só faz efeito se for atraída por carga de similar qualidade.

Vamos ainda mais além – estamos falando de feitiçaria – de baixa magia – e para ocorrer eficiência nisso, devemos ter alguns fatores concomitantes:

- A vontade de alguém próximo em fazer algum mal – e isso pode SIM existir nos parentes de seu pai, por diversos fatores, por exemplo, invejas atuais, problemas não resolvidos de outras encarnações, resgates cármicos e por aí vai . . .provavelmente eles não possuem capacidade mental com forças suficientes para causar mal, embora tenham vontade de sobra, daí procuram um feiticeiro para que isto se concretize. Contra isso nada há que fazer além de repensar esta relação com eles, fazendo com que eles sejam trabalhados positivamente, para que mudem esta forma de desejar o mal – e isto é muito difícil, mais pelo motivo que assumimos , de defesa, pelo simples fato de alguém nos desejar mal – e isso faz com que os campos vibratórios nossos e deles se equalizem – a melhor forma de defesa seria pelo amor – vencer suas próprias resistências e tentar se aproximar mais deles, mostrando suas dificuldades e fazendo com eles se comprometam com seu sucesso, desejando o bem a eles, enviando boas energias, fazendo preces para eles, e por aí vai – assim você estará praticando a melhor e mais inteligentes das magias – a magia branca! Sim, é difícil, mas a mais eficaz das proteções é anular a causa da demanda.

- Um bom feiticeiro – se eles possuem um bom feiticeiro, e possuem uma boa vontade e disposição, os trabalhos realizados serão eficazes – pela própria fragilidade que se você e seus familiares se encontram – e pela fé em que colocam nos trabalhos que eles realizam. Para isso, o melhor é procurar alguma religião (por caridade, e sem pagar por isso) que possa desfazer os trabalhos de forma mais rápida e eficaz, como alguns poucos Centros Espíritas, Centros de Umbanda ou atendimentos de Apometria. Estes trabalhos realizados por feiticeiros do mal contam com “escravos” desencarnados (quiumbas – espíritos marginais), espíritos viciados em energias densas, como sangues, álcool ou outros tipos de energias, que chamamos de obsessores, embora nem todos os obsessores são oriundos de trabalhos de feitiçaria. Isso pode ser grave e acabar com a vida de muitas pessoas se hão houver cuidados constantes. Os obsessores são especialistas em descobrir o nosso ponto fraco e dar brilho e cor àquilo que poderá nos destruir – por exemplo, se a pessoa possui uma tendência a gostar de álcool, ela é “incentivada” a beber mais e mais, virando alcóolatra e perdendo o pouco que lhe resta, em pessoas, saúde e posses materiais. Quem de nós não conhece vários casos assim? Outros vícios: drogas, raivas ou revoltas (seu pai?), sexo, alimentação, maledicência e etc etc etc . . .

-  A fragilidade do alvo mental – e isso é o mais difícil de controlar, até mesmo por que oscilamos muito durante nossas vidas, e temos maus momentos, onde nossas energias ficam densas, com baixa vibratória, e é nesse ponto que as cargas negativas que ficam orbitando ao redor de nós adentram em nossos psicossomas – causando todo o tipo de mal. Poucos são que conseguem se proteger – e fazem isso com o uso da magia branca, conforme falamos acima. Por isso as pessoas mudam de comportamento, como seu pai, pois neste nível, certamente há a atuação de espíritos obsessores junto a ele, escravos do feiticeiro contratado e dispostos a acabar com a vida dele e de seus familiares.

Problema 02 – Fenômenos Paranormais – é bom lembrar que tais fenômenos só ocorrem por dois motivos: espíritos especializados com a capacidade de manipulação de ectoplasma (fluido disponível somente em pessoas encarnadas), e claro, pessoas encarnadas que possuam ectoplasma excedente, o que não é fácil de se encontrar. Assim, os espíritos que foram utilizados para os trabalhos de feitiçaria são “competentes”, o que indica o bom poder do feiticeiro que os escraviza, por que muitos poucos sabem manipular ectoplasma – e por isso deve-se ter mais cuidado. Mas o mais impressionante é que há alguém com um grande grau de ectoplasma em sua casa (procure saber quem estava no dia em que o portão se abriu . . . me parece que era você e sua mãe . . . surpresa!) e não está usando-o como deveria. Quando a pessoa possui muito ectoplasma e não dá fluidez a ele, através de trabalhos mediúnicos, de caridade, atividades físicas, etc . . . os maus espíritos aproveitam-no para o mal, ou em formas de brincadeiras para perturbar alguém,  etc.

Problema 03 – Mãe -  provavelmente o problema da sua mão seja falta de bioenergia – o que pode ser corrigido através de passes fluídico-magnéticos ou banhos de ervas – os sintomas mais comuns são dores de coluna – recomendo que ela faça orações quando estiver em locais que são especialistas em roubo de energia, como academias de ginástica, salões de beleza, etc. Esse “roubo” de energia afeta – e muito – os animais, tomando-lhe todo o tônus vital – alguns feiticeiros possuem a capacidade de apanhar um frango na mão e com uma chacoalhada leve, fazê-lo morrer, sem nenhuma energia! É cruel, mas eu já vi isto ocorrer.

Enfim, o caso parece ser grave – mas não o suficiente para que você não o vença: através de uma mudança de postura com seus familiares, magia branca, estudo do evangelho e trabalho caridoso para o próximo. Nada para Deus é impossível – você poderia pensar o que faz que seus “anjos da guarda protetores” nada fazem para ajudar-lhe – isso seria injusto, pois nossas dificuldades servem para que evoluamos espiritualmente – o que não significa que precisamos ficar sem tomar atitudes para resolver nossos problemas. Eles estão ajudando-lhe – e certamente sua missão seja justamente harmonizar esta família, através do grande poder energético que você possui . . . e de que outra forma você descobriria isso? Boa sorte!

Reitero que poucos são os Centros Espíritas que conseguem desfazer trabalhos de magia . . . é preciso procurar locais especializados para tal.

Paz.

Luther Mage

Bookmark and Share
0

Caso 01: Meu filho foi vítima de magia? (Atualizado 21/11/10)

CASO 01: de uma mãe aflita com as escolhas do filho. Os nomes foram retirados para resguardar a privacidade dos envolvidos.

(14/10/2010)

Senhores,

Nem sei como iniciar. Eu preciso muito de ajuda e procurando esta ajuda encontrei vocês.

Confesso que na minha ignorância estava procurando alguém que tivesse uma forma (também mágica) que me ajudasse a livrar meu filho de uma amarração amorosa.

Sei que a pessoa usou de magia para tirá-lo de casa, dos amigos, da família e transformá-lo em uma pessoa sem senso de ridículo e de justiça.

Ele, que era exemplo para toda a família como um filho dócil, gentil, responsável se tornou vergonha, pois ficou completamente agressivo com a propria mãe, acredita nos maiores absurdos que a moça fala etc enfim está completamente dominado.

Há meses ele não fala comigo, mudou sem deixar endereço, casou-se, isso tudo sabemos por acaso.

Eu quero este filho de volta com a mesma amizade e cumplicidade que sempre tivemos. Sonhei sim com uma esposa decente e amiga para ele, acho que é normal para uma mãe ficar decepcionada sbaendo que ele esta com uma pessoa de índole mais que duvidosa. Pessoa esta que se fazia de coitada e sempre foi ajudada por nossa família. Ele próprio, até quinze dias antes de sair de casa com ele, dizia que tinha pena dela, mas que não gostava dela como mulhger porque ele era “vadia demais”.

Alguma coisa pode ser feita? Estou ficando desanimada e sem forças. Me ajudem de alguma forma.

Obrigada

PS: Só um detalhe: Ela recebe (incorpora) entidades, as mais diversas que dão conselhos a ele. E ele acredita e cumpre a risca tudo o que houve.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

(14/10/2010)  PRIMEIRO E-MAIL (NOSSA RESPOSTA) DO BLOG ANTIMAGIA

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Prezada,

Boa noite.

Intrincados são os caminhos do destino – todos temos nossos compromissos irrevogáveis com este ainda que algumas das vezes nossas dívidas possam ser negociadas, em prazo e em forma, com parcelas pequenas ou grandes, mas sempre teremos que quitar todos os nossos débitos algum dia – isso é inevitável.

Nosso blog é sobre magia negra, nos avisos escrevemos que não damos consulta espiritual ou conselhos sobre a vida alheia – mas há um fato que temos que considerar – pelo pouco tempo de vida do blog, o número de acessos nos tem encorajado a investir mais recursos humanos, espirituais e materiais nele – e nos compadece o considerável número de e-mails como este que chegam pedindo ajuda – e nos comove ver o sofrimento alheio sem que possamos ao menos dar um conforto, ainda que nem nós nem os amigos espirituais possamos resolver os problemas de terceiros – sejamos certos que nossos problemas só nós mesmos que podemos resolvê-los – assim, podemos dizer que seu e-mail foi a “gota d’água” para que possamos fazer mais pelos leitores do blog. Isso é bom – estaremos respondendo a você e publicando esta comunicação, ainda que resguardando a identidade ou qualquer forma de identificação que possamos verificar. Obrigado a todos pelos envios de mensagens, nos propiciando mais esta melhoria no blog.

Mas agora, vamos ver o que podemos dizer para você.

A primeira mensagem que deve ficar clara é que nem tudo de ruim que ocorre em nossas vidas é o resultado da magia negra. E nem todas as más idéias que nos ocorrem são feitas por obsessores espirituais. Todos nós, encarnados e desencarnados, do bem e do mal, corintianos ou flamenguistas, mangueirenses ou da vai-vai, caprichoso ou garantido, brancos ou pretos, orientais ou índios – o quer que sejamos – ainda, com raríssimas – dizemos raríssimas mesma – exceções, estamos neste planeta para passar por provas e expiações. Vamos entender, bem claramente:

Provas: seremos testados por Deus, e avaliados pela nossa própria consciência – a verdadeira!

Expiações: teremos que passar e fazer, por diversos meios, o que já fizemos a outros, em alguma ocasião. É a lei do retorno!

Enfim, nosso trabalho em estar em uma família, um grupo, com afinidades de amizades ou familiares nos dá diversas formas de termos as tais provas e expiações – algumas individuais outras coletivas, com tais seres que nos acompanham.

Por isso, prezada, não estaria seu ente querido passando por uma prova? E se ele viesse a esta vida com o propósito de, através de uma convivência com uma criatura, levá-la a melhoras morais, ao longo da vida. Será essa sua missão? E tudo ocorreria gradativamente – não tenha dúvidas que a natureza é sábia, não dá saltos. O devasso de ontem não será o santo de amanhã. Esse devasso, se consegue ficar sem sexo por alguns dias terá uma vitória a ser comemorada pelos amigos espirituais, pois provará que está em transformação – tudo a seu tempo. Só o tempo dirá! Não julgue-os antecipadamente! Veja as sutilezas das mudanças que os mesmos terão, tempo ao tempo. A vida também dará sua contribuição, pois se já não estão passando, passarão por muitas dificuldades – as chamadas “porradas” da vida, se nos permite o termo exagerado, mas que reflete bem o que pretendemos dizer.

E, por outro lado, se seu ente querido não está em expiação? Se foi ele quem ajudou a deixar a parceira em tal condição moral? Se foi ele que em ocasião passada não fez a outros o que ela faz agora? E se ele se elevou espiritualmente e agora retorna para que possa passar também por essa prova? Como podemos saber? Impossível.

Nunca se esqueça – a opção de se juntar a ela foi dele! Exclusivamente dele. Ainda que com o auxílio de magia negra, esta não justificaria tal determinação.

O que nos é possível saber é que não podemos ser conformistas, mas devemos ter resignação! Ou seja, sabemos que temos que sofrer, por muitas coisas, mas devemos melhorar nossas condições – e quem sabe consigamos melhorar ao ponto de nem mais nos importarmos com o sofrimento?

Que queremos dizer com isso, para seu caso?

Seu ente querido usou do seu livre arbítrio e decidiu acompanhar na condição de marido uma outra pessoa – pela qual você nutre maus sentimentos.

Que resta a você? Somente isso: usar do seu conhecimento e da sua sabedoria!

O que é conhecimento? Conhecimento é todo o conjunto de informações que você possui, seja das referidas pessoas, das amizades destas, das “informações” que chegam a você (não falemos em fofoca, pois isso é terrível!), seja das situações que viveu, das “porradas” que a vida lhe deu e que , esperemos, tenha aprendido com isso – pegue todo esse conhecimento e analise-os calmamente, a cada situação que ocorra. Guarde os resultados.

Tenha certeza que ir contra os dois, em qualquer condição, é o que pior poderia considerar. Use da sabedoria.

O que é sabedoria? Sabedoria não é conhecimento, de jeito algum – mas para ter sabedoria, deve-se ter conhecimento.

Sabedoria é a resposta correta da seguinte pergunta: O que Jesus faria nesta situação?

Ou seja, esteja sempre – sempre – de mãos dadas com seu ente querido – se esta foi a condição que a vida lhe propôs, aceite-a, e saiba que essa é a sua missão – pois se assim não fosse seu estado de preocupação não seria este, não é? Esteja com ele, amparando-o na dor, nos piores momentos, e que existirão pelo exposto por você, ainda que seja nas trevas, em condições em que você conte com uma melhora espiritual para ampará-lo no momento certo, quando este decidir por isto, pois certamente a condição de fazer de um filho uma criatura melhor é uma missão das mais nobres que alguém pode ter – e você vai cumpri-la soberbamente, bem sabemos!

Considere fazer as pazes com os dois – isso é sabedoria – pôr fim a todos os maldizeres sobre a pessoa que seu ente querido escolheu como mulher, ainda que seja difícil, pois certamente é uma criatura desequilibrada, e que mexe com você negativamente, mas transforme-se em confidentes dos mesmos, e com isso tentar influenciá-los como boa conselheira para os caminhos do bem – tente melhorar-se a você mesma – e certamente seu trabalho será facilitado.

E, quanto às entidades que ela incorpora, ou finja incorporar – respeite-a como “gente”, ainda que não compartilhe das mesmas ”idéias”, pois são entes que também buscam a luz, pois com a melhoria espiritual de todos isso terá os dias contados. Se for uma entidade com más tendências e más mensagens, sutilmente mostre a seu ente querido sobre o teor moral das mensagens – se ele for inteligente saberá analisar isto. Talvez inconscientemente ele até mesmo já saiba que tal entidade não seja merecedora de nenhum crédito – mas sua missão com a referida pessoa não pode ser retardada! Pense! Evite julgamentos e aproxime-se deles – seja sábia – e ajude-os, ainda que mostrando que as consequências dos atos deles pertencerão a eles mesmos, sem tomar as dores para si própria.

Esperamos assim, ter contribuído com seu problema – ou quem sabe acendido a centelha para outra idéia diferente destas acima?

Que Deus a proteja nesta missão, dando o amparo merecido para a seara do bem.

Não deixe de fazer as preces para os dois, buscando mandar bons pensamentos (energias) para eles.

Graças a Deus!

Mago da Luz.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

(17/10/2010)  SEGUNDO E-MAIL (RESPOSTA) DA LEITORA

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Agradeço de coração a intenção de conforto. Isso é importante, pelo menos alguém se preocupa ao saber do “desconforto” alheio. Acredito que ninguém possa resolver problema de terceiros, mas acredito também que podemos ser um veículo utilizado por Deus para ajudar a resolvê-los. Fico feliz em saber que meu pedido de socorro foi a gota d’agua para que vocês se abram mais e assim possam compartilhar seus conhecimentos, pois acredito sejam bem maiores do que da maioria, pelo menos do meu.

Mas, já que vocês estão dispostos a dialogar, me permitam fazer perguntas, talvez muito, mas muito imbecis, mas acredito que de acordo com a maioria das pessoas que lêem seu site, pois o que chama atenção nele é o assunto: Anti magia.  É o que muita gente precisa.

Aí vai a primeira pergunta:

Provas

Porque Deus tem que nos testar, uma vez que ele sabe tudo e conhece nosso mais íntimo pensamento, sentimento e reações?

Expiações

A primeira coisa quando temos uma missão é um projeto. É saber qual o objetivo, daí uma ação, dedicação, esforço, e muita perseverança para chegar ao tal objetivo. Porque não saber o que viemos fazer aqui e ficar as cegas, correndo riscos, pelas influencias do meio, a um fracasso, apesar da intenção?

É justo pedir ao inocente ou ao inculto, ou ao ignorante um resultado do que ele não conhece?

Não seria maus justo, primeiro instruir para depois cobrar?

“Não os julgue antecipadamente”

Como viver sem julgar? O julgamento é necessário para, neste mundo em que vivemos, não dar espaço para o mal crescer.

No meu caso me sinto culpada por ter dado este espaço e tentado ajudar (daí pode ser um pecado de “pensar que pode”. Eu nunca deveria ter admitido a proximidade da tal pessoa com minha família, minha casa e meu filho. Dei espaço para o mal crescer. Se eu tivesse atendido ao meu instinto que esta pessoa não era do bem e tido a coragem de colocá-la a distancia, quem saber?

“Porradas da vida”.

Não é nada confortável saber ou pressentir que “ porradas da vida” vão acontecer na vida de um fillho. Como mãe, gostaria de não assistir a esse tipo de coisa. Muito ao contrario sempre acreditei que ele, pela sua índole e bondade, continuasse nesse caminho. (não é coisa de mãe. Não conhecia ninguém que não o admirasse até o evento em causa). Mas, aí aparece uma coisa chamada magia negra que tem uma eficiência e tanto!

Vocês disseram que nenhuma magia pode anular o livre arbituo? Se vocês vissem os olhos dele e a sua postura, talvez duvidassem. É como se não fosse a pessoa que conheço.

Conhecimento e sabedoria.

Não conheço mais nada, tudo que procurei conhecer sobre religiões, seitas, enfim sobre o mundo  espiritual, só encontrei comercio, misticismo, beatismo, fanatismo e muito mais… Uma certeza eu tenho, o mundo espiritual existe, mas quem sabe o que se passa nele?

Sinto-me jogada aqui e agora. Por minha própria conta e risco,  sem muita inteligência e frieza para sobreviver… afinal magia negra existe, mas seu antídoto é só fé. E isto não se adquire no supermercado nem via internet. A esperteza sim, aliada a maldade e quem sabe e magia negra funciona de imediato, muito eficiente!

E agora? Como usar as Sabedoria e fazer as pazes se eu não briguei, não tive sequer a chance de me defender e se colocaram longe de meu alcance?

Impossível. Mais uma vez a magia funcionou.

Quanto a pessoa que está com  ele, não tenho condições atualmente de perdoá-la. Primeiro porque ninguém esta me pedindo perdão. Segundo, quem perdoa é Deus. Não tenho ódio, mas tenho dó. Mais  dó ainda das entidades que ajudam. Essas sim além de não saberem o que estão fazendo são ajudadas a errar.

Sei que deveria me aproximar deles, mas isso não depende de mim, tenho feito o possível.

Talvez Deus me conheça bem  e ache que não ou capaz, ainda,  de ajudá-los. O que mais quero no mundo é poder voltar a minha missão de orientar meu filho, apoiá-lo e acompanha-lo. Essa é minha dor. Fracassei na minha missão.

Obrigada por tudo e perdoe a minha amargura.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

(17/10/2010)  SEGUNDO E-MAIL (NOSSA RESPOSTA) DO BLOG ANTIMAGIA

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

NOSSA RESPOSTA ESTÁ NESSA COR DE LETRA: Agradecemos pelos comentários.Vamos às perguntas, respondidas resumidamente pelos itens abaixo:

- Porque Deus tem que nos testar, uma vez que ele sabe tudo e conhece nosso mais íntimo pensamento, sentimento e reações?

As provas não são dadas por Deus, mas sim escolhidas por nós mesmos antes de reencarnamos, pois o resultado positivo será para nós como um libertador de consciência!

- A primeira coisa quando temos uma missão é um projeto. É saber qual o objetivo, daí uma ação, dedicação, esforço, e muita perseverança para chegar ao tal objetivo. Porque não saber o que viemos fazer aqui e ficar as cegas, correndo riscos, pelas influencias do meio, a um fracasso, apesar da intenção?

Será que estamos prontos para a verdade? Como seria se eu soubesse que minha mãe foi quem me tirou a vida na última encarnação? E se meu pai fosse quem abusava sexualmente de mim? Seríamos nobres para suportar isso e buscar o perdão?

É justo pedir ao inocente ou ao inculto, ou ao ignorante um resultado do que ele não conhece? Não seria maus justo, primeiro instruir para depois cobrar?

Você nunca fez algo errado que sua própria consciência ou alguma “intuição” lhe falasse contra, e ainda assim o fez, dando geralmente errado? Comigo isso já aconteceu – e muito! Como saber que somos ignorantes? Não confunda conhecimento com sabedoria – são diferentes. Em outros casos, não sentiu remorso antes mesmo de fazer algum que lhe mandavam? Sabemos o que é certo e errado - mas nem sempre o seguimos. Isso é a sabedoria que temos e não usamos – por isso é injusto alegarmos sermos inocentes ou incultos.

- Como viver sem julgar? O julgamento é necessário para, neste mundo em que vivemos, não dar espaço para o mal crescer.

Temos tanta certeza de nossa elevação moral para julgarmos? Cuidado com nossa presunção – sejamos mais humildes!

No meu caso me sinto culpada por ter dado este espaço e tentado ajudar (daí pode ser um pecado de “pensar que pode”. Eu nunca deveria ter admitido a proximidade da tal pessoa com minha família, minha casa e meu filho. Dei espaço para o mal crescer.

Irmã – nada é por acaso! E quanto ao projeto que mencionaste – certamente você fazia parte dele, e o conflito é que seu subconsciente saiba disso e seu consciente não admita! E dê graças a Deus que assim o tenha sido! Pois a sabedoria é que justamente acontecesse próximo a você, para que desse o amparo necessário ao que eventualmente possa ocorrer – e ao invés disso eles se afastaram! Não acha que houve um desperdício nesta situação?

Se eu tivesse atendido ao meu instinto que esta pessoa não era do bem e tido a coragem de colocá-la a distancia, quem saber?

Seu instinto pode estar certo sim, mas quanto mais próximos dos “inimigos” tivermos, mais poderemos controlar a situação, sem surpresas.

“Porradas da vida”. Não é nada confortável saber ou pressentir que “ porradas da vida” vão acontecer na vida de um fillho. Como mãe, gostaria de não assistir a esse tipo de coisa. Muito ao contrario sempre acreditei que ele, pela sua índole e bondade, continuasse nesse caminho. (não é coisa de mãe. Não conhecia ninguém que não o admirasse até o evento em causa).

Sei muito bem disso, pois também temos filhos – mas saibamos que eles não nos pertencem – são nos dado como dádivas, e devemos encarar isto com uma missão de responsabilidade extrema – mas saibamos também que não será possível privá-los do que grosseiramente chamamos de porradas da vida – pense: conhece alguém que passou por dificuldades e que as tenha superado e saiu fragilizado? Certamente não – daí a necessidade que estejamos perto deles – para que sirvamos de amparo nas horas mais dolorosas de suas vida.

Mas, aí aparece uma coisa chamada magia negra que tem uma eficiência e tanto! Vocês disseram que nenhuma magia pode anular o livre arbituo? Se vocês vissem os olhos dele e a sua postura, talvez duvidassem. `E como se não fosse a pessoa que conheço.

Não! Nem tudo é magia! Talvez o mesmo esteja com obsessores espirituais – ou talvez esteja mesmo com muita revolta por alguma coisa que você tenha feito e que não tenha gostado – ou os dois. Tenha certeza – nenhuma magia ou obsessor nunca, jamais, venceu ou vencerá o amor – a luz divina da maternidade lhe fará triunfar sobre tudo isso! tenha fé! Ele precisa  de você! Quem sabe se o olhar dele não é um pedido de socorro?

Conhecimento e sabedoria. Não conheço mais nada, tudo que procurei conhecer sobre religiões, seitas, enfim sobre o mundo  espiritual, só encontrei comercio, misticismo, beatismo, fanatismo e muito mais… Uma certeza eu tenho, o mundo espiritual existe, mas quem sabe o que se passa nele?

Irmã, se conhece a árvore pelos seus frutos – esteja onde os resultados são satisfatórios – e isso pode acontecer até em um grupo de teatro, grupo de ecologia ou qualquer tipo de atividade não-religiosa que a faça bem. Religião significa a sua religação com Deus, e a melhor forma é a retidão moral – a melhor religião é aquela que melhor lhe faz bem! E não necessariamente com intermediários. Saiba analisar o que lhe faz bem e saiba que a resposta está dentro de você mesma!

E agora? Como usar as Sabedoria e fazer as pazes se eu não briguei, não tive sequer a chance de me defender e se colocaram longe de meu alcance? Impossível. Mais uma vez a magia funcionou.

Não pense assim – se ainda não brigou, brigue agora! Chame-lhe a atenção! Diga-lhe que o apóia, que o ama, ainda que ele esteja fazendo uma baita besteira! Contra o amor, não existem obsessores nem magia que resista! Se se sentir tolhida disso, procure fazer preces com muita fé, perdoando-os antes disso! Se for ainda difícil – nos avise, pois aí teremos o primeiro caso em que o mal triunfou contra o amor sincero! Deixe o tempo também agir! Ele sabe do que está fazendo! Amar não significa que não precise ser energética! Precisa ser enfática, se for necessário, ainda que respeite o espaço dele! Faça-o ver que você o ama! Faça-o ver que as opções são dele e que você respeita! Faça-o ver que não precisa deixar de contar com você! Provavelmente ele saiba que está errado, e se culpa antecipadamente, pois você o julga por isso! Força, mãe!

Quanto a pessoa que está com  ele, não tenho condições atualmente de perdoá-la.

OK. Tudo a seu tempo. A natureza não dá saltos! Mas saiba que um dia precisará perdoá-la, para seu próprio benefício!

Primeiro porque ninguém esta me pedindo perdão.

Será? Lembra que falamos do motivo de não sabermos das vidas passadas? O que acha que está por trás desta estória? Tudo começou agora? O que vocês fizeram antes? Cade o final feliz? Se ainda não existe, é por que virá – e as palavras certa são “ajustes de contas” – e neste é obrigatório o perdão!

Segundo, quem perdoa é Deus. Não tenho ódio, mas tenho dó. Mais  dó ainda das entidades que ajudam. Essas sim além de não saberem o que estão fazendo são ajudadas a errar.

Não tenha dó! isso é cruel com você mesma! Faça sua parte – e a deles, os próprios responderão no futuro por isso! Não os julgue! Não sabe da estória dos mesmos! Não sabe por o que já passaram!

Sei que deveria me aproximar deles, mas isso não depende de mim, tenho feito o possível.

Olha aí! Olha seu semblante se iluminando quando escreveu isso! Não sentiu um alívio? Faça isso! A resposta está em você! Não precisa de ninguém para lhe dizer isso – o que ocorre é que você não aceita que este esforço deverá ser feito - claro – seria muito mais fácil que tudo fosse como antes! mas isso não ocorrerá agora, ao menos! Mãos ao trabalho!

Talvez Deus me conheça bem  e ache que não ou capaz, ainda, de ajudá-los. O que mais quero no mundo é poder voltar a minha missão de orientar meu filho, apoiá-lo e acompanha-lo.Essa é minha dor. Fracassei na minha missão.

Olha novamente! Depois de clarear o semblante, o auto-julgamento já pôs tudo a perder! Quanta besteira! Tanto que Deus lhe deu este filho para levá-lo para o bom caminho! E, sim, pode ser que fracasse na sua missão! Mas só saberemos disso quando ela terminar! Se você já a deu por terminada, ok! Primeiro responda a esta pergunta! Vai desistir? Você não faz alguma comida que ele adora? Faça-a, leve para ele! Quem sabe não seja um reinício? Use do conhecimento que tem dele para saber o momento certo de aproximação, sem rusgas, aproveitando-se do ponto fraco dele.

Obrigada por tudo e perdoe a minha amargura.

Nós é quem agradecemos! E saiba que essa amargura será transformada em breve!Ainda virão os netinhos . . . . ainda que repudie a idéia agora, você provavelmente terá a missão de ampará-los também! E conseguirá de forma brilhante! Pode ter a certeza disso.

Muita paz!

Mago da Luz.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

(18/11/2010)  TERCEIRO E-MAIL (RESPOSTA) DA LEITORA

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Mago da Luz,

Senti necessidade de enviar noticias minhas (e do meu caso).

Não mudou muito.

Meu filho continua me ignorando de tal forma que ele vem até a minha casa cuida do jardim, da cadela que ele  não levou  porque  foi morar em um apartamento. Caso contrario, levaria  a minha querida.  Luna é o nome dela, uma pastor canadense branca, lindíssima.

Como você disse um netinho, ou netinha já está a caminho. Este fato também foi descoberto  por acaso. Ele não disse a ninguém da família.

Quando soube fiquei muito triste, não pelo fato em si, mas pela situação atual e com certo medo do futuro pois  sonhei muito em ser avó, mas não de netos distantes.

Porém, muita coisa mudou. E isso eu devo primeiro e Deus e depois as instruções recebidas de vocês. Acredito que preces também não é verdade?

Mudei meu modo de pensar em diversos pontos:

- Não me sinto mais vítima ou injustiçada.  ‘antes sofrer injustiça humana que justiça Divina’.

- Não tenho mais ódio da pessoa. Não consigo ainda ignorar a existência dela ou a mágoa do que ela me fez ( e esta fazendo)  mas já  um principio não acha? Estou trabalhando muito para disciplinar minha mente neste sentido.

- Não mais desejo mal a ela. Quando me lembro  peço a Deus que a abençoe. Ainda não é muito sincero, mas é um exercício.

- Também não tenho pena .Sei que um dia ela e só ela vai pagar a conta. Não quero ser fiadora.

- Liguei o botão de foda-se, desculpe a expressão, mas quero dizer com isso que tenho me esforçado para não sentir saudade, amargura, desapontamento e outras coisas mais que só me fazem mal.  Ainda tenho medo do futuro, mas se for necessário quando chagar lá eu sofro, antecipadamente não mais!

- Tenho feito muita oração e isso esta me deixando mais tranqüila, me sinto bem, apesar de  não ter certeza de que alguém realmente está me ouvindo.

Muito obrigada pela atenção e carinho com que me respondem.

Estão me ajudando muito. Gostaria, portanto de continuar este contado.

Tenho também um pedido. Que tipo de leitura me sugere?

Obrigada e que Deus os abençoe! (Este é sincero)

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

(21/11/2010)  TERCEIRO E-MAIL (NOSSA RESPOSTA) DO BLOG ANTIMAGIA

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Prezada,

Que felicidade em receber sua comunicação!

Não esperávamos que seu caso mudasse! Mas o mais importante ocorreu: você mudou! E para melhor!

Que bom que seu filho anda por perto. Ainda que a ignorando. Ainda é uma criança . . . e a ama do mesmo jeito que antes.

A criança que virá será muito importante para sua família, onde todos voltarão a ter um elo de agregação. Tenha certeza que não será uma avó distante – aguarde os fatos com a calma que está adquirindo.

As dificuldades serão superadas, certamente, a seu devido tempo, e de nada adianta antecipar isto pelo sofrimento. Quando encaramos um problema de frente, ele sempre se mostra menor que imaginávamos.

Continue com seu botão do f… ligado! Viva sua vida! E tudo o mais se harmonizará pela sua própria atitude positiva.

Que felicidade a nossa em poder contribuir com você. Ficamos muito felizes por isso.

Quanto a leitura, recomendamos dois livros que o Robson Pinheiro escreveu. O primeiro chama-se “Tambores de Angola” e o segundo, sequencial, “Aruanda”. Existem casos reais de pessoas como nós, e com problemas parecidos que enfrentamos. E, no decorrer das histórias, é mostrado como o lado espiritual atua, em paralelo, nos ajudando ou nos atrapalhando. Muito interessante.

Beijos no coração! Muita Paz.

Luther Mage.


Bookmark and Share
0

Caso 03: Obsediada pela irmã!

Que bom saber que podemos contar com pessoas bondosas como vocês.

Estou mal com muitas dificuldades, problemas financeiros, invejas, obsessões e todo tipo de dor piscológicas.

Ajudo muito minha irmã, mas ela é malvada, só me explora, me endividou muito e me jogou no fundo do poço.

Ela lida com feiticeiras e já fez trabalhos para mim. Eu não consigo me livrar dela, ela acabou comigo financeiramente.

Meu marido ganha bem, mas mesmo assim o dinheiro some e não conseguimos pagar as contas.

Tenho insônia, sou muito magra, sinto muito desânimo, só quero chorar, estou desesperada.

Só esta acontecendo coisas ruins, não consigo entender, é só fofocas intrigas e olho gordo em cima de mim.

Por favor me respondam Preciso muito entender o que esta acontecendo comigo. Desde já agradeço e espero ansiosa a resposta.

Que Deus os abençoe!

xxxxxxxxxx RESPOSTA DO BLOG ANTIMAGIA NEGRA xxxxxxxxxx

Utilizando-se da sabedoria dos pretos velhos:

É, “fia”, a coisa “tá” feia!

Vamos analisar os trechos de suas demandas . . .

Ajudo muito minha irmã, mas ela é malvada, só me explora, me endividou muito e me jogou no fundo do poço. Ela lida com feiticeiras e já fez trabalhos para mim. Eu não consigo me livrar dela, ela acabou comigo financeiramente.

Vamos ser diretos: ESQUEÇA sua irmã! Esqueça-a por um tempo, antes que você morra primeiro que ela!

Ninguém deve viver em função de outra pessoa, desta forma, você está anulando o crescimento espiritual de sua irmã e se anulando como mulher e filha de Deus!

É natural que queiramos o melhor para nossos familiares, mas cada um tem sua própria estória e é preciso aprender a respeitar essa realidade.

Pode ocorrer que sue marido desista de você por essa dependência de sua irmã – já pensou na gravidade da coisa?

Isso que você faz com sua irmã não é caridade – pois quando a caridade que fazemos nos traz problemas, há algo de muito errado nisso!

Antes de ela ser sua irmã, ela é filha de Deus também, e Deus nos faz aprender por nossos próprios erros – deixe-a, por enquanto, com seus problemas – dê um basta nisto, para o bem de todos!

Vá se tratar, ter uma alimentação melhor, passear, busque ajuda espiritual através de passes magnéticos e estudo do evangelho!

Você a ama – e isso faz com que a magia negra que ela direciona a você perca muito o efeito ou mesmo o anule totalmente! O amor sempre vence a magia!

Sua irmã não é mais criança – deixe-a só, por algum tempo. Ela será feliz, não tenha dúvida, e achará seu próprio caminho de reequilíbrio. Ainda assim, esteja por perto o suficiente para ajuda-la espiritualmente, se necessário, ao invés de ajudá-la com recursos financeiros.

Na sabedoria dos pretos-velhos, quando a vítima reconhece os algozes, a coisa fica muito feia! Que acha? Não seria ela uma obsessora em carne? Não seria ela mesma que suga suas energias e a deixa em estado de magreza e fragilidade? Reaja!

Meu marido ganha bem, mas mesmo assim o dinheiro some e não conseguimos pagar as contas.

Isso é muito fácil – matemática e finanças: veja as receitas mensais, tire as despesas obrigatórias, renegocie as dívidas bancárias, tire as despesas necessárias, não considere os recursos que demanda para sua irmã e veja o resultado. Com disciplina e contas, em pouco tempo haverá o equilíbrio. Elimine os supérfluos até que isto ocorra.

Tenho insônia, sou muito magra, sinto muito desânimo, só quero chorar, estou desesperada. Só esta acontecendo coisas ruins, não consigo entender, é só fofocas intrigas e olho gordo em cima de mim. Por favor me respondam Preciso muito entender o que esta acontecendo comigo. Desde já agradeço e espero ansiosa a resposta.

Tente resolver as questões de sua irmã e reequilibrar suas contas que você entrará em equilíbrio! Se buscar uma vida mais saudável e longe dos vícios de bebida, álcool, fumo, alimentação etc – ficará ótima! Caridade é excelente nestes casos! Sei que conseguirá, pois todos nós fomos feitos para a felicidade! Tenha certeza que Deus não a abandonou! Ele a ama e sabe que você é muito especial para sua família! Felicidades, irmã!

Ainda que sejamos uma gotinha de água no oceano . . . tenha certeza que sem essa gotinha, o mar não seria mais o mesmo! Paz!

Frases inspiradas do livro de Agnaldo Paviani – Médiuns? Onde Estão? Para onde vão?

Bookmark and Share
0

Agradecimentos de Leitor

Ainda bem que existem pessoas capazes de, mesmo em um mundo de infinitas provocações, ajudar às pessoas que precisam, independente de serem boas ou más.

É feito como se fosse um verdadeiro e infinito pronto socorro universal, ajudando aos bons a compreenderem aquilo que buscam e aos maus suas verdadeiras naturezas, como se fosse um vale do amanhecer que segue esta mesma linha. Por isso, que Deus lhes abençoe e lhes dêem sempre forças, luz e tudo de bom para continuarem sempre.

Aposto que quem conheceu um dia este tipo de trabalho certamente está muito grato, assim como eu e milhares de pessoas. Salve Deus.

Resposta do Blog Antimagia: Muito Obrigado, irmão! Assim sabemos que estamos no caminho certo de auxílio no que melhor podemos oferecer: conhecimentos!

Bookmark and Share
0

Agradecimentos de Leitora

Estava me sentido muito mal e muitos dos ítens sitados me passavam pela cabeça tendo a certeza de estar sob o efeito de magia negra….faço meditação, estudo espiritismo mas tudo por conta própria e encaminhada pelos amigos espirituais… e foi num momento de grande desespero que entrei neste site.

Segui todos os passos e consegui o desbloqueio…agora preciso fazer um tratamento mas terá que ser por meio de meditação e ajuda dos amigos de luz … realmente é uma questão de postura e dedicação … Que Deus nos abençõe e nossos amigos nos ajudem neste caminho de continuidade no conhecimento espiritual … Obrigada, obrigada … vcs me ajudaram muito … vou continuar estudando através deste site … Paz, obrigada.

(Comentário deixado no post Como eliminar a Magia Negra)

RESPOSTA DO BLOG: NÓS É QUEM AGRADECEMOS! FICAMOS GRATOS POR AJUDAR AOS QUE PRECISAM E QUEREM AUXÍLIO!

PAZ!

Bookmark and Share
0

Caso 02: Tenho problemas financeiros por causa da magia!

CASO 02: de um pai de família aflito com dívidas. Os nomes foram retirados para resguardar a privacidade dos envolvidos.

Prezados,

Visitei a página de vocês e achei interessante o trabalho desenvolvido para ajuda, e gostaria de relatar meu caso para uma possível ajuda, se for o caso:

Tenho 59 anos e sou casado já pela segunda vez, e deste casamento tenho uma linda filha de 10 anos de idade.

O que acontece na minha vida é que, a partir do momento que resolvemos viver juntos, a sorte da minha vida mudou completamente, tudo que tenho  feito na minha vida profissional não dá certo e dinheiro entra com muita dificuldade.

Estamos junto já a mais de 14 anos e ficamos sabendo através de outras pessoas  que seu ex fez trabalhos de magia para que nossa vida financeira não prospere. Mas como voces mesmo falam, nós não fazemos nenhum tipo de trabalho do mesmo nível para combater este mal, procuramos outros meios atravéz da oração para que DEUS ilumine a vida desta pessoa que deseja tanto mal á nós, e que siga seu caminho em paz, porém, meu caso já está ficando desesperador, estou endividado em bancos e instituições financeiras e até agora nada aconteceu para que tudo melhore na nossa vida.

O que gostaria de saber é se vocês me indicam ou fazem algo para que possa mudar toda esta situação que me atrapalha tanto.

Fico no aguardo. Grato.

Prezado Irmão,

Boa noite.

Inspirados pelos textos do grande escritor Léon Denis, podemos analisar seus problemas, nos quais muitos de nossos leitores se identificarão, certamente.

O Sr. nos relata que está casado pela segunda vez, com uma linda filha de dez anos, fruto deste amor que brotou com a atual esposa. Relata a possibilidade de ser vítima sobre uma possível magia negra feita pelo ex de sua atual esposa. Os problemas mais graves que o Sr. relata são os financeiros, pois pelo entendimento, e Graças a Deus, as saúdes de todos andam muito bem. Pela idade terrena que o Sr. revela ter, ficamos respeitosamente questionando sobre a forma na qual se iniciou o atual relacionamento – pois nos parece que na ocasião em que se envolveram ambos eram comprometidos, e casados. Gostaríamos de mais detalhes sobre isso, se possível.

O problema do Sr., tal qual falamos ser comum a muitos de nossos leitores, e inclusive deste que lhe escreve, é a dor! A dor, ou sofrimento, é comum a todos os que habitam este planeta, inclusive os animais irracionais. Não é um sofrimento para os animais selvagens terem que buscar diariamente seu sustento – através de métodos instintivos de caça – e, ao mesmo tempo, não serem engolidos por outros animais que estão em posição superior a sua na cadeia alimentar – em alguns casos até injustamente caçados por nós, seres humanos.

“A dor segue todos os nossos passos; espreita-nos em todas as voltas do caminho. E, diante desta esfinge que o fita com seu olhar estranho, o homem faz a eterna pergunta: Por que existe a dor? É, no que lhe concerne, uma punição, uma expiação, como o dizem alguns? É a reparação do passado, o resgate das faltas cometidas?”

Fundamentalmente considerada, a dor é uma lei de equilíbrio e educação. Sem dúvida, as falhas do passado recaem sobre nós com todo o seu peso e determinam as condições de nossos destinos. O sofrimento não é, muitas vezes, mais que a repercussão das violações da ordem eterna cometidas; mas, sendo partilha de todos, deve ser considerado como necessidade de ordem geral, como agente de desenvolvimento, condição de progresso. Todos os seres têm de, por sua vez, passar por ele. Sua ação é benfazeja para quem sabe compreendê-lo; mas, somente podem compreendê-lo aqueles que lhe sentiram os poderosos efeitos da dor.

E qual o oposto da dor? Nada mais que ele, o grandioso ‘prazer’. A dor e o prazer são formas extremas de sensações. E, respeitosamente, do prazer nenhum de nós mortais não nos queixamos! E por que não aprendermos a ter esta mesma postura com a dor – entendendo-a como oportunidade de crescimento e depuração de nosso Eu – manipulando-a tal como fazemos com o prazer.A dor em nossos corpos físicos, produzem sensações, e a dor em nossos corpos espirituais produzem sentimentos. E, no fundo, sentimento e sensações são a mesma coisa.

Portanto, para que possamos ter o controle sobre a nossa dor, precisamos também saber controlar nossas busca incessante de sensações de prazer. E estamos aptos a limitar nossos prazeres? Temos condições de controlá-lo? O prazer e a dor estão mais presentes em nós mesmos que em coisas externas. Analisemos.

“As coisas são apenas o que imaginamos que são”. Assim, pela vontade, podemos domar, vencer a dor ou, pelo menos, fazê-la redundar em nosso proveito, fazer dela meio de elevação moral. Sabemos da dificuldade (e quase impossibilidade) que temos em entender o sofrimento como uma coisa boa – há certa morbidez aparente nesta idéia! Afinal, raros dentre nós somos masoquistas! A idéia não é essa – não é para que o sofrimento nos dê prazer carnal – o sofrimento não deve nos dar prazer, nem carnal, nem espiritual – isso seria impossível – mas sim entrarmos numa espécie de jogo, de simulador, como os de aviões, onde temos que dosar todas as condições para que o resultado do vôo (nossa vida) seja tranquilo. E alguns dos botões que teremos que controlar são nossas ações e nossa sensibilidade a dor e ao prazer, dentre tantos outros, daí teremos equilíbrio.

Sim, o sofrimento é inevitável! Conhecemos pessoas que passam por dificuldades financeiras, graves para uns, e de fáceis resolução para outros – pois é, também existe isso: o nível de gravidade dos problemas é diferente para cada um de nós, e isto está relacionado ao nível de sensibilidade que possuímos frente aos problemas. Dentre essas pessoas que conhecemos, após a convivência destas com o enfrentamento de peito aberto com seus problemas, e também com a realização de caridade ao próximo, fazendo com que haja um despertar da consciência. Ao final desta fase, a totalidade destas pessoas falam:

- Meu problema era apenas financeiro? Quanto tempo perdi me lamentando com isso! E tantas outras sofrem por tantas outras coisas mais graves! Entes queridos que se perdem nos vícios das drogas e bebidas, conjuges violentos que se tornam verdadeiros algozes por toda uma vida, limitações de paralisia e deficiências do corpo e por aí vai . . . e eu reclamando de dinheiro? Só isso? E minha família gozando de perfeita saúde? Como estou sendo injusto!

É, irmão, somos assim mesmo! Injustos! Com os prazeres não impomos limitações – ainda que tenhamos que desfazer ligações afetivas e sentimentais em pleno curso – ainda que tenhamos que criar relações paralelas às existentes que supostamente nos completariam, e não a fazem, pois é recorrente que voltemos a recair em tais erros, dentre tantas outras ações impróprias que comentemos.

A dor não fere somente os culpados. Em nosso mundo, o homem honrado sofre tanto como o mau, o que é explicável. Em primeiro lugar, a alma virtuosa é mais sensível por ser mais evoluída – e por isso mesmo, sabe que com a dor terá os benefícios da evolução, não se abstendo desta. Há dessas almas que só vem ao mundo para dar o exemplo da grandeza no sofrimento. Podemos falar o mesmo dos que só vem ao mundo em busca dos prazeres? Não conhecemos estes dois tipos de pessoas? Quais destas que gostaríamos de ser?

E o segredo? Como nos posicionarmos frente ao prazer e a dor? Como em tudo, está no equilíbrio – assim, equilibrando os prazeres que buscamos com as dores que sofremos, teremos mais momentos de felicidades! Esse é o segredo, se é que existe!

Na prática, devemos tratar dos problemas nas dimensões devidas – lembra que o problema é “apenas dinheiro”! Vejamos assim. Por isso, tratemos nas seguintes esferas:

1. O entendimento do problema, sob a ótica espiritual, deve ocorrer conforme o texto acima, pela compreensão benéfica que esta dor pode proporcionar a nossa evolução.

2. O tratamento dos prazeres devem ser igualmente tratados. E prazeres não são apenas sexo, drogas e rock´n’ roll! E todos possuem, invariavelmente, custos – e não são baixos! Quais destes serão necessários cortar, ainda que temporariamente, para equilibrar a alma e o bolso? Neste item, é primordial todo o empenho da família, sem exceções, pois as mudanças deverão atingir a todos. Todas as despesas deverão ser honestamente classificadas em ordem de prioridades – e os hábitos viciosos de prazeres, neste caso, jogam contra a esta análise honesta.

3. Com o entendimento acima (1) e a análise (2), melhorará nossa vibração energética e certamente nos trará um alívio temporário, potencializado pela prática de orações – isso “clareará” nossos pensamentos e nos possibilitará ver melhores formas de aumentar nossas receitas, seja com novas possibilidades de trabalho, “bicos” ou negócios. Não nos esqueçamos que devemos ser honestos com nossos talentos e nossas possibilidades comerciais de “fazer” dinheiro. Precisamos ser realistas quanto a isso e também controlarmos nossas ambições e pretensões. A ambição, que deve ser saudável, ainda assim, é louvável, pois precisamos buscar melhorias sempre, inclusive materialmente. Não é “pecado” termos uma vida confortável! O “pecado” são os excessos!

4. Para o tratamento do menor problema, em si, financeiro – não existe outra solução que buscar as formas convencionais: renegociar com bancos, cartões, fornecedores, etc – e existem sites que dão valiosas dicas sobre isso! Experimente fazer uma pesquisa no Google e terá acesso a textos fantásticos sobre isso. Se podemos fazer graça com a situação, devemos pensar que o problema não seria nosso em pagar o que devemos – mas sim dos bancos e das administradoras de cartões em receber o que pretendem! E, com os juros extorsivos que praticam, não está errado buscar ajuda em órgãos de defesa do consumidor ou advogados para renegociar as dívidas e recalcular os juros criminosos que nos cobram!

Força, irmãos! A resposta que buscamos não está neste blog, ou outro meio qualquer – está dentro de nós – nossa tarefa é apenas acender a chama da razão! Vale até uma piada! Nestes casos, também, rir é um excelente remédio, acredite!

Um homem chega ao consultório do psiquiatra e desabafa:

- Doutor, preciso da sua ajuda! Acho que estou ficando louco! Já faz três noites que não consigo dormir de tanta preocupação!

- E qual é o motivo de sua preocupação?

- Dinheiro, doutor!

- Ah! Mas é muito fácil! É só o senhor parar de pensar no assunto. Outro dia esteve aqui um camarada que também não conseguia dormir por causa das dívidas que tinha contraído com o banco. Falei para ele que o banco é que deveria ficar preocupado, já que tinha dinheiro para receber. Daí em diante, ele passou a dormir tranquilo.

- Pois é, doutor, eu sou o gerente do banco!

Muita Paz!

Mago da Luz



Bookmark and Share
0
agosto 2014
S T Q Q S S D
« abr    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031